Porco-espinho-de-crista-africano

Hystrix cristata

Alimentação: Animal herbívoro e a sua dieta baseia-se em frutas, raízes e casca de árvore. Ocasionalmente podem ingerir insetos e pequenos vertebrados. É normal ver porcos espinhos a roer ossos para obterem cálcio e para afiarem os seus dentes.

Reprodução: A época de reprodução é difundida por todo o ano. A gestação dura 66 dias e normalmente nascem 1 a 2 duas crias muito bem desenvolvidas. As crias nascem já com os espinhos, mas estes estão ainda moles. A cria pesa apenas 3% do peso da progenitora. São considerados adultos entre o primeiro e o segundo ano de vida, atingindo no entretanto a sua maturidade sexual. A copula acontece exclusivamente de noite.

Distribuição e Habitat: Esta espécie de porco-espinho pode ser encontrada a sul do deserto do Sahara e mais especificamente na África do Sul. Espécie com muita facilidade de adaptação, podem sobreviver em florestas densas, zonas rochosas, montanhas, zonas de cultivo ou mesmo no deserto.

Comportamento: Animais monógamos e têm um grande instinto familiar. Os porcos espinhos são animais terrestres, não trepam árvores, mas conseguem nadar. Nos meses mais frios tendem a ficar nas tocas, mas não hibernam. Os espinhos são um método eficaz na defesa contra predadores. Quando ameaçados, levantam os espinhos e criam a ilusão de um animal maior.

Nome científico: Hystrix africaeaustralis

Classe: Mammalia

Ordem: Rodentia

Família: Hystricidae

Dimensões: 60 a 80 cm de comprimento

Longevidade: 15 anos em estado selvagem e 21 anos em cativeiro

Estatuto de Conservação: Pouco Preocupante

Outros animais em Passeio Pedestre