Aves de Rapina

Falcão lanário

Falco biarmicus

Distribuição Geográfica: Grande variedade de distribuição e estão presentes em quase toda a África, na Europa, na Turquia e na Ásia Menor.

Habitat: Áreas de campo aberto, savanas, desertos semiáridos e penhascos rochosos.

Alimentação: As presas são de porte pequeno a médio. Alimenta-se principalmente de aves como o pombo, mas ocasionalmente de repteis, insetos e de pequenos mamíferos como roedores e morcegos.

Reprodução: Não constroem ninhos, mas usam ninhos antigos de outras espécies localizados em árvores, penhascos, edifícios ou no chão em áreas desérticas. Põe entre 3-4 ovos que são incubados por 32 dias tanto pelo macho como pela fêmea.

Comportamento: É uma das poucas espécies de aves de rapina a caçar em grupo. O casal que é monogâmico, caça em conjunto, normalmente o macho direciona a presa para a fêmea a capturar, e no inverno pequenos grupos juntam-se e caçam em bando.

Curiosidades: Os falcões têm uma característica conhecida como dente de falcão, ou dente tomial, que é uma pequena saliência na parte superior e de cada lado do bico, que permite a ave de matar e rasgar facilmente a sua presa. Todos os falcões possuem olhos de cor escura.

Estatuto de conservação: Pouco preocupante (LC), CITES Anexo II

Fatores de ameaça: Recolha de ovos, envenenamento por pesticidas, eletrocussão e distúrbios humanos.

Classificação

Classe: Aves

Ordem: Falconiformes

Família: Falconidae

Dimensões: 43-50 cm de comprimento e 95-105 cm de envergadura.

Peso: 500-900 g

Longevidade média no estado selvagem: 7-15 anos

Outros animais em Aves de Rapina