Aves de Rapina

Abutre-das-palmeiras

Gypohierax angolensis

Distribuição Geográfica: Amplamente distribuído pelo continente africano, no sul do Saara, desde a Gâmbia até o Quênia e do sul até o nordeste da África do Sul.

Habitat: Florestas tropicais, manguezais, zonas costeiras, savanas e zonas humanizadas. Associado a zonas de palmeiras de óleo de palma e ráfia.

Alimentação: Sobretudo frutos de palmeiras como o dendezeiro e a palmeira de rafia. Também pode alimentar-se de caranguejos, moluscos, sapos, peixes, gafanhotos, pequenos mamíferos e carne em decomposição.

Reprodução: Constroem grandes ninhos com galhos e folhas de palmeiras no alto de árvores altas. Põe apenas um ovo, que é incubado pelos dois progenitores, durante um período de 4-6 semanas. Normalmente 85 a 90 dias após a eclosão a cria começa os primeiros voos.

Comportamento: No início da época reprodutiva o casal realiza acrobacias e mergulhos durante o voo, bem mais ousados do que as outras espécies de abutres.

Curiosidades: É abutre do Velho Mundo mais pequeno e é uma das poucas aves de rapina que consome regularmente matéria vegetal. Apesar de não depender das correntes térmicas, atinge elevadas altitudes durante o voo e é frequentemente ativo no início da manhã.

Estatuto de conservação: Pouco preocupante (LC), CITES Anexo II.

Fatores de ameaça: Perda de habitat.

Classificação

Classe: Aves

Ordem: Accipitriformes

Família: Accipitridae

Dimensões: 57-65 cm de comprimento e 1,35-1,55 m de envergadura.

Peso: 1,20-1,80 kg

Longevidade média no estado selvagem: 17 anos

Longevidade máxima em cativeiro: 27 anos

Outros animais em Aves de Rapina